Como contratar um freelancer que escreva textos para blogs?


Você sabe como escolher o profissional freelancer correto para realizar seu trabalho? Veja os critérios que você deve utilizar para garantir o recebimento de trabalhos de qualidade e evitar dores de cabeça:

1 - Reputação


Escolher um freelancer online pode ser complicado pela falta de contato pessoal e de referências. Mas isso não é impeditivo. Na falta de uma indicação, analise a reputação da empresa ou do freelancer que está se candidatando ao serviço. Quanto maior for a reputação, melhor é o profissional. Alguns sites trazem até mesmo um ranking de freelancers. Compare-os para determinar quem é o melhor 2 - Profissionalismo

No mundo real, analisamos inconscientemente vários itens de uma empresa ou pessoa antes de contratá-las. Quando você vai em uma oficina, por exemplo, uma das coisas que devem ser checadas é a aparência da loja e dos mecânicos. Se o local é uma bagunça, com funcionários sujos e estrutura improvisada, é melhor evitar. No mundo virtual é a mesma coisa. Analise os perfis e sites dos candidatos. Dê preferência àqueles que parecem ser mais profissionais, com perfis completos e/ou sites. Fundamental ver também o portfólio da empresa. Além de conhecer o trabalho do candidato, a existência do portfólio demonstra capacidade de organização.

3 - Disponibilidade

A desconfiança no momento de contratar um freelancer é natural e até mesmo saudável. Assim, tente pegar o máximo de informações possíveis sobre ele. Tem coisa pior que você comprar um produto online e não ter depois como entrar em contato por telefone? Ou precisar aguardar horas pela resposta a um email? Prefira empresas e freelancers que disponibilizem telefones de contato, emails, chats e outras ferramentas de comunicação. Paz de espírito não tem preço.

4 - Preço Por falar em preço, esse é um item muito importante. Você encontrará na internet redatores dispostos a trabalhar por quase nada. São pessoas que cobram R$ 5, R$ 10, por um texto de mil palavras, por exemplo. É como na vida real. Desconfie de preços muito baixos. Imagine publicar um conteúdo com erros de português? Vai afastar seus clientes, ao invés de atrair. Se você estivesse escolhendo um posto de combustível para abastecer seu carro, certamente procuraria aquele com o menor preço. Normal. Caso haja um dinheirinho a mais na carteira, poderia optar até mesmo por uma gasolina aditivada, para que seu carro renda mais. Na internet é parecido. As empresas/pessoas cobram preços de acordo com a qualidade do trabalho. Se você quer um blog "tinindo", trabalhando em todo o potencial, vale a pena gastar um pouco mais. Assim como no motor de seu carro. Por outro lado, se a gasolina comum custa R$ 4 e você encontra um posto vendendo por R$ 2... hmmm... que tentação! Mas será que vale a pena destruir o motor de seu carro - ou a reputação de sua empresa - por causa de alguns trocados?

Gostou do artigo? Quais critérios você utiliza para escolher um freelancer ou prestador de serviço online? Conte pra gente nos comentários.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Penalva Comunicação

®

Tel: (71) 9-9160-9687 

Email: jan@penalvacomunicacao.com

Skype: jan.penalva